• Black Facebook Icon
  • Instagram Instituto Mãe
  • Pinterest Instituto Mãe
  • Preto Ícone LinkedIn

© 2019 Por Instituto Mãe - Todos os direitos reservados CNPJ 24.304.804.0001-42

Muitas devem estar pensando: Nossa mas é claro que SIM, a maternidade completa a nossa vida, me sinto mais realizada depois que me tornei mãe, sou uma pessoa muito melhor agora. 

 

Isso tudo é verdade, mas desde sempre a maternidade é idealizada de forma perfeita, seja no ambiente social, em família ou na propaganda. 

 

Das mães se espera – e assim são mostradas – que sejam bonitas, fortes, resistentes e que amem seus bebês de maneira incondicional, sem ao menos poder chorar, mesmo que escondidas, quando se percebem isoladas do mundo lá fora! 

 

E o que acontece com as mulheres que não vivem este estado pleno de felicidade 100% do tempo? Como as que se sentem cansadas de uma rotina estressante, frustradas por não saberem se voltarão ao mercado de trabalho e nem mesmo se sentirão bonitas e desejadas novamente?  

Bebês, crianças, adolescentes, adultos. As mulheres têm de enfrentar todas estas fases da vida dos filhos, certas de que ser mãe é para sempre. Certa também de que um trabalho árduo será recompensador. Mas, sem a hipocrisia de tratar todos esses desafios e cobranças interpretando a mulher maravilha. 

 

Projetos de vida estacionados para dar conta das refeições, idas e vindas da escola, noites de sono mal dormidas e cobranças profissionais vindo acompanhadas de caras feias e cheia de pré-conceitos. Esses são alguns fardos que vem junto com o pacote daquela maternidade linda e perfeita que um dia lhe venderam e você comprou de olhos fechado!

 

Vamos bater um papo sobre isso e descobrir como podemos continuar girando todos os pratinhos sem deixar de lado nossa vaidade e a vida pessoal e profissional?

Existe felicidade após a maternidade?

R$ 80,00Preço
  • Patricia Gomes - Neurocoah

    • Mãe do Rafa e da Manu; 

    • Formada em Letras – Tradução e Interpretação e com pós em Gestão de Pessoas;

    • Em 2008 entrou para a área de Recursos Humanos, em desenvolvimento de carreira, trabalhando em duas consultorias estratégicas multinacionais;

    •  Hoje formada em Neurocoaching através da NLI (Neuro Leadership Institute).